image image image image image image image image image image
LUGARES DE GLOBALIZAÇÃO
A Semana Cultural - Lugares de Globalização resulta de uma parceria constituída pela Vicentina – Associação para o Desenvolvimento do Sudoeste – a Direção Regional de Cultura do Algarve, os Municípios de Aljezur, Lagos, Monchique, Silves e Vila do Bispo, a Região de Turismo do Algarve e a Associação LAC – Laboratório de Atividades Criativas.

O projeto inspira-se no conteúdo da candidatura à Comissão Nacional da UNESCO, com o mesmo nome, submetida pela Região de Turismo do Algarve em parceria com a Direção Regional de Cultura e os Municípios do território alvo, o que permitiu a inscrição destes territórios na Lista Indicativa de Portugal a Património Mundial.

Estes lugares encontram-se repartidos por 5 países: Portugal - Lagos, Vila do Bispo, Aljezur, Monchique e Silves, no Algarve; Heroísmo e Vila do Porto, nos Açores e o Funchal na Madeira; Espanha - Ceuta; Cabo Verde; Marrocos; Mauritânia.



“Estes lugares fazem parte da memória universal associada ao imaginário de importantes mudanças históricas (…)”.
 
O turismo cultural é um produto turístico em ascensão e mudança, num processo claro de passagem da simples visitação e informação, para a promoção de experiências marcantes e memoráveis, oferecendo oportunidades de vivenciar o património, pelos visitantes e turistas, através de momentos fantásticos com património.

A Semana Cultural - Lugares de Globalização pretende, em torno deste tema, contribuir para afirmar o Algarve enquanto destino cultural, apostando na sua história comum, e desenvolver uma cultura de empreendedorismo pela afirmação dos seus valores culturais e patrimoniais.
Pretende ainda promover a reflexão entre património e turismo, assim como fomentar a diversificação das funções tradicionais do património e da cultura, de forma a promover a criação e o fortalecimento de atividades económicas inovadoras, criativas e complementares.
Foto